Entrevista com o CEO da Operadora de Turismo em Israel Genesis Tours

Entrevista com o CEO da Operadora de Turismo em Israel Genesis Tours – Kurt Kaufman, brasileiro

Israelagora – Como você chegou ao turismo?

Nos anos 80 fiz o exército em Israel, depois disso trabalhei por alguns anos na agricultura e no meio dos anos 80 comecei a trabalhar como guia turístico de israelenses e turistas. Daí pra frente desenvolvi a minha própria empresa tendo consciência que cada pessoa que vem a Israel tem uma expectativa muito maior do que o turista que vai a Paris, por exemplo. Isso fez com que desenvolvêssemos uma empresa guiada pela qualidade de serviço.

Qual é o público que vocês trabalham?

Trabalhamos com turistas de todas as religiões, este pequeno pedaço de terra que é Israel é imperativo para todas as religiões. Este é o significado de nosso nome “Genesis” – que é o início, tornando este projeto possível.

Qual é o lugar da Genesis Tours no mercado de turismo israelense?

Estamos entre as cinco maiores operadoras de turismo em Israel, e somos a empresa que trás mais brasileiros a Israel.

Além disso trabalhamos em outros mercados, temos uma sede nos Estados Unidos, em Orlando, que trabalha também com incoming para os Estados Unidos; temos na China, América Latina e a Genesis Europa que é receptivo na Europa e funciona com o mesmo padrão de qualidade da Genesis Israel.

Como você entende a situação atual do Brasil em relação ao turismo a Israel?

Tentamos superar a instabilidade do Brasil, é um desafio grande, uma nação de duzentos milhões de habitantes no qual entre 50 e 60 mil visitam Israel a cada ano, passa por um momento difícil.

Estamos acostumados com grandes desafios e grandes operações criando as condições para que o maior número de pessoas possam visitar Israel.

Provamos desde o início do ano 2000 que isso é possível, operamos grandes empreendimentos como a visita dos Papas a Israel, o show do Roberto Carlos em Jerusalém e outras grandes operações de Igrejas Evangélicas e Católicas.

Como você vê o futuro em relação ao turismo a Israel?

Nós que vivemos em Israel não temos o privilégio de sermos pessimistas, Israel é o eixo e estaremos sempre aqui; Jerusalém, o Mar da Galileia, o Mar Morto e outros lugares importantes são a sede do turismo e de enorme importância para as religiões.

Somos otimistas, passamos por várias crises e superamos todas, é por isso que estamos aqui e faremos todo o esforço possível, afinal de contas a segurança em Israel é maior do que em qualquer outra capital.

 

 

fonte- israelagora.com